Vintage Culture lança “Promised Land” e se torna maior DJ do Brasil

Enquanto desfruta suas férias em São Paulo, o astro faz revelações sobre sua carreira, vida pessoal e relacionamento com os fãs.


Pela primeira vez em 12 anos, o DJ, produtor musical e empresário Lukas Rafael Hespanhol Ruiz, conhecido como Vintage Culture, está desfrutando de 30 dias de férias. No entanto, esse período de descanso inclui algumas pausas para o trabalho. Para o aquecimento do lançamento de seu primeiro álbum, “Promised Land”, o cantor ainda precisa comparecer em alguns eventos previamente agendados, contudo ele deixa claro sua satisfação em continua trabalhando.


Ouça o mais recente lançamento de Vintage Culture “Hero” (Reprodução/YouTube/Vintage Culture)

Trabalho X Férias

Em entrevista para a Billboard Brasil, o cantor declara: “Eu meio que inventei minhas férias. Então, contratantes vieram com propostas altas, e como estou bancando meu álbum sozinho, incluindo videoclipes, aceitei tocar algumas vezes este mês“. O astro também menciona a necessidade de um descanso antes da intensa turnê e que sente a necessidade ficar em casa recarregando as energias e cuidando seu mais novo cachorrinho de estimação: “Eu acho que a idade chegou. Preciso de um mês quieto.

Avanço na Carreira e Prestígio Internacional

Aos 30 anos, Vintage Culture alcançou um prestígio internacional inédito para um DJ brasileiro. Seu sucesso não se limita ao público, mas também é adorado por outros DJs renomados, tanto no mainstream quanto no underground. O artista começou a produzir música aos 15 anos com um computador simples e aprendendo sozinho. Suas primeiras faixas, lançadas em 2013, rapidamente chamaram atenção, e seu remix de “Another Brick in The Wall” do Pink Floyd foi um marco.


Ouça o remix de “Another Brick in The Wall” – Pink Floyd (Reprodução/YouTube/DeeperAcross)

Com uma carreira em ascensão meteórica, o DJ fundou a marca Só Track Boa, que se tornou um grande nome na música eletrônica no Brasil. O artista possui uma habilidade única de transitar entre o mainstream e o underground, o que o levou a tocar em dezenas de países. Em 2015, lançou a série de vídeos “On The Road”, aproximando-se ainda mais dos fãs e solidificando um relacionamento de admiração e amizade.

Relacionamento com Fãs e Postura nos Shows

Sobre a suposta idolatria dos fãs, o DJ declara: “Não gosto de ser colocado num pedestal. Meus fãs se sentem meus amigos, e isso é muito legal“, reflete Vintage Culture que afirma gostar de se conectar com o público durante suas apresentações, sempre trazendo músicas novas e mantendo a festa viva: “Meu padrão de set é de três horas, a não ser que seja um festival com horário muito rígido, mas gosto de tocar muito tempo e sempre trago músicas novas. Não consigo me imaginar tocando sempre a mesma coisa”, conclui o artista, que a cada dia se consolida como um dos maiores DJ’s do país e demonstra não ser mais um artista passageiro, e sim, o dono de um nome que ecoará por muitos anos no Brasil e no mundo.

Foto Destaque: Vintage Culture lança álbum “Promissed Land” (Reprodução/Instagram/@vintageculture)

Share this content:

Publicar comentário