YouTube atualiza ferramenta para remover músicas com direitos autorais sem afetar outros áudios

A empresa anunciou ferramenta atualizada que permite remover músicas com direitos autorais sem alterar diálogos ou efeitos sonoros nos vídeos.


Nesta quinta-feira (4), o YouTube apresentou uma versão atualizada de sua ferramenta de remoção de músicas, permitindo que criadores de conteúdo retirem facilmente qualquer música protegida por direitos autorais de seus vídeos. A nova e impressionante tecnologia retira a canção sem afetar outros áudios, como diálogos ou efeitos sonoros.

Anúncio Oficial da Novidade

Neal Mohan, chefe do YouTube, anunciou a novidade através de uma publicação no X (antigo Twitter): “Boas notícias, criadores: nossa ferramenta Erase Song atualizada ajuda você a remover facilmente músicas reivindicadas por direitos autorais do seu vídeo (enquanto deixa o restante do áudio intacto).”


Neal Mohan em publicação no X (Reprodução/X/@nealmohan)

YouTube Compartilha Vídeo de Explicação

Em vídeo, compartilhado pelo YouTube, a empresa explica que vinha testando a ferramenta de remoção há algum tempo, mas que ela não era suficientemente precisa na eliminação de músicas protegidas. Agora, a nova versão utiliza um algoritmo avançado de IA para detectar e remover especificamente a música protegida, sem interferir nos demais áudios do clipe. No entanto, o YouTube alerta em sua página de suporte que o algoritmo pode, às vezes, falhar em remover apenas a música.


Assista ao vídeo de explicação sobre nova ferramenta do YouTube (Reprodução/YouTube/Creator Insider)

Essa edição pode não funcionar se a música for difícil de remover. Se a ferramenta não conseguir eliminar a música de um vídeo, você pode tentar outras opções de edição, como silenciar todo o som nos segmentos reivindicados ou cortar esses segmentos”, informou a empresa.

Como alternativa, os criadores podem optar por “Silenciar todo o som nos segmentos reivindicados” para silenciar partes do vídeo que possam conter material protegido por direitos autorais. Uma vez que o criador edita o vídeo com sucesso, o YouTube remove a reivindicação de ID de conteúdo, o sistema da empresa para identificar o uso de conteúdo protegido por direitos autorais em diferentes clipes.

Foto Destaque: YouTube lança novidade (Reprodução/Jakub Porzycki/NurPhoto/Getty ImagesEmbed)

Share this content:

Publicar comentário